Bombou na web o vídeo que levanta suspeita sobre sorteio da Copa 2014

Esta nóticia Bombou na webFoi tudo armado? Vídeo que circula na internet mostra imagens do momento do sorteio, onde o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, supostamente trocaria os papéis para manipular as chaves do Mundial.




Um vídeo que circula na internet desde o sorteio dos grupos da Copa do Mundo de 2014, realizado na última sexta-feira (6), na Costa do Sauípe/BA, mostra imagens do momento do sorteio, onde o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, supostamente trocaria os papéis para manipular as chaves do Mundial.

De acordo com as imagens divulgadas no vídeo, que já possui quase 2 milhões de exibições, todas as bolinhas são retiradas pelos convidados da Fifa e entregues a Jérôme Valcke, que as abre na frente das câmeras. Até então, tudo normal. Porém, o vídeo chama a atenção para alguns detalhes que passam despercebidos na visão de muitos.

Após a abertura das bolinhas, Valcke abaixa as mãos para trás da bancada antes de mostrar ao público o papel com o nome da seleção sorteada. A suspeita levantada é de que este seria o momento em que ele troca o papel sorteado por um que já estaria pré-determinado.

Outro detalhe curioso é que a bolinha do Brasil, retirada e exibida por Cafú, é a única que não passa pelas mãos do secretário da Fifa. Coincidentemente ou não, todos já sabiam que o Brasil seria o cabeça de chave do Grupo A. A mesma diferença pode ser percebida nas bolinhas sorteadas pela apresentadora Fernanda Lima, que define as posições dos países no grupo. A atriz puxa o papel sem tirá-lo do campo de visão do público em nenhum momento.

Além disso, o vídeo aponta que os papéis exibidos por Fernanda Lima voltam a se enrolar quando ela solta uma das pontas, indicando que estes realmente estariam dentro das bolinhas, enquanto os de Valcke permanecem abertos, levantando a suspeita de que os papéis mostrados por ele não estariam enrolados.

A suposta manipulação da Fifa no sorteio, apontada pelo vídeo, ganhou força após a confirmação de informações divulgadas por um perfil no Twitter chamado "Brasil 2014 Fraude", que publicou, um dia antes do sorteio, que tudo já estava armado, e divulgou ainda que o Grupo F seria composto por Argentina, Bósnia, Irã e Nigéria. Além disso, o usuário do perfil, ainda não identificado, também afirmou que, no pré-sorteio, a seleção europeia que passaria do pote 4 para o 2 seria a Itália.

Porém, o jornal argentino Clarín destaca que esse tipo de "previsão" pode ser uma farsa, tendo em vista que o perfil podia ser privado no momento em que as publicações foram realizadas, com várias combinações de grupos. Após o sorteio, os grupos errados teriam sido excluidos e só então o perfil passou a ser público.