Novo anticoncepcional masculino gera polêmica em discussões nas redes sociais

Imagine se existisse um procedimento que permitisse um homem atirar a esmo até que ele e sua parceira decidissem ter um filho e sem todos aqueles cortes no seu baixo-ventre? Em 2010, a Fundação Parsemus, uma organização sem fins lucrativos americana cujo objetivo é "encontrar soluções acessíveis ignoradas pela indústria farmacêutica", comprou a patente do RISUG por 100 mil dólares. A organização está atualmente focada em outra injeção contraceptiva chamada Vasalgel, que tem mais chance de ser comercializada nos EUA.

Esta técnica tem sido estudada em animais e humanos há mais de 30 anos, praticamente sem efeitos colaterais.

Novo anticoncepcional masculino


O método é acessível, pouco invasivo, e completamente reversível. De acordo com todos os estudos sobre o tema é a forma mais eficaz e não-definitiva de evitar a gravidez. O processo leva menos de 15 minutos. Um médico injeta uma gotinha de gel sintético no tubo que transporta o esperma, localizado abaixo da pele de cada testículo. Uma vez injetado, o gel ocupa esses tubos e age como um filtro, permitindo a passagem de outros fluidos que não o esperma. A injeção não funciona como um anticoncepcional injetável, que deve ser aplicado a cada mês, o gel fica no mesmo lugar por 10 anos.

Se o paciente decidir ter filhos durante esse período, basta apenas outra injeção de bicarbonato de sódio para dissolver o gel e colocar a fábrica de esperma para funcionar.

Pode parecer bom demais para ser verdade, mas os testes em animais e ensaios clínicos na Índia mostram que o método funciona quase perfeitamente e não tem nenhum efeito colateral. E diferente do anticoncepcional oral e das camisinhas, que tem uma eficácia bem menor do que a associada ao "uso perfeito" apresentado nas embalagens, a injeção contraceptiva, assim como o DIU, não deixa espaço para nenhum erro humano.


As pesquisas em torno do anticoncepcional masculino perfeito estão à todo vapor!

Além dos estudos citados, uma planta cultivada na Indonésia está sendo avaliada para ser transformada em pílula: acredita-se que ela interrompa os processos de fertilização.
Ao mesmo tempo, britânicos estão trabalhando com outra abordagem, chamada de clean sheets pill (pílula dos lençóis limpos). O contraceptivo relaxa alguns músculos dos canais deferentes, impedindo que qualquer líquido seminal seja liberado durante o orgasmo.


Por quê o tema anticoncepcional masculino está gerando tanta polêmica?

Eu concordo que o uso da camisinha despencaria e os problemas com doenças sexualmente transmissíveis aumentaria e muito. Não é só para evitar filhos que devemos usá-la, mas esse é o maior medo dos jovens.


Novo anticoncepcional masculino polêmica

E para você, Quem ama leva injeção no saco? Sim ou não? Responda abaixo nos comentários, marque seu amor para ele saber da novidade e compartilhe!